Categorias
Fotografia

Uma “Geografia”. Uma Fotografia: Sipadan

Sipadan_Blog

Na ilha de Sipadan – pode encontrar mais aqui – tive a oportunidade de finalizar o curso, AOW, num dos maiores hotspots de mergulho do mundo e um dos mais exclusivos. Para além de uma Meca do mergulho, Sipadan é uma área protegida, parque marítimo, uma ilha praticamente deserta e que se revelou um paraíso tropical: muito verde, areia branca e águas transparentes, límpidas e de múltiplos azuis. Mas sem dúvida, que as melhores memórias que guardo da ilha foram os mergulhos, constantado que em Sipadan é praticamente IMPOSSÍVEL fazer um mau mergulho. Aliás, a experiência foi de tal modo intensa, que senti que se morresse nesse dia, morria uma pessoa FELIZ! Não acredito no paraíso divino, mas naqueles dois dias, vi o PARAÍSO na Terra!

Categorias
Crónicas Fotografia

Sipadan. Paraíso na Terra

O primeiro mergulho em Sipadan – e o quarto do curso – decorreu em Mid Reef e foi o meu mergulho profundo – deep dive. Aí senti a “estupidez” de estar a trinta metros de profundidade e olhar para cima e só ver água e olhar para baixo e ver ainda mais… água! Em Sipadan a parede de coral é ABSURDA e em algumas zonas a sua profundidade, chega aos seiscentos metros! A sensação de flutuar nesse ambiente foi… ESPECTACULAR! 😀

IMG_4496 (FILEminimizer)

No segundo mergulho, estivemos no famosíssimo Barrucada Point e assim que começámos a “afundar” entrámos num ENORME turbilhão de peixes: escola gigante de Jack fish, muitos Giant Trevally´s – peixes maiores do que seres humanos – e tubarões de recife pelo meio! FASCINANTE! Parecia que estávamos numa tempestade… 😀 Ainda nesse mergulho, vi incontáveis tartarugas, um peixe escorpião e quando saí do mar estava com um enorme sorriso nos lábios e com a certeza que sentia cada vez mais prazer em mergulhar.

IMG_4506 (FILEminimizer)

No último mergulho do dia – Turtle Cave – finalizei o meu AOW com um engraçado mergulho de identificação de peixes, no qual tive de desenhar dentro de água! – Kiri em condições normais já é um “portento” do desenho, estão a visualizar dentro de água, não estão!? 🙂 Mas principalmente entrei pela primeira vez numa caverna subaquática  – apenas vinte metros – e quando nos voltámos para sair, vi a luz a penetrar na entrada, a água de incontáveis verdes azuis a brilhar e a silhueta negra de peixes a nadar em espiral. Lindo… lindo… lindo!

IMG_4519 (FILEminimizer)

No terceiro e último dia de mergulhos – segundo dia em Sipadan – o primeiro mergulho decorreu em South Point e aqui vi uma enorme quantidade de tubarões de recife, tartarugas, um éden de corais – luz, cor, vida… e mesmo no final e “às portas” da enorme parede, um TORNADO PERFEITO de barracudas! A cerca de três metros de nós! Se a PERFEIÇÃO existe… este foi um desses momentos! 😀

IMG_4524 (FILEminimizer)

No segundo mergulho, a corrente ao longo da parede estava de tal modo intensa que acabámos por fazer dois spots num único mergulho – Hanging Garden e Lobster Lair – e vimos tantas, tantas, tantas tartarugas – algumas bem grandes – que a partir de certo momento desisti de as contar! 😛 E na despedida de Sipadan, mergulhei pela segunda vez em Barracuda Point e incrivelmente foi aqui… que tive o mergulho menos PERFEITO de todos os que fiz na ilha. E atenção porque isto não é uma queixa, é só uma constatação que em Sipadan é quase IMPOSSÍVEL fazer um mau mergulho! 🙂

IMG_4547 (FILEminimizer)

No final do dia, tive a oportunidade de falar com a minha irmã via Skype e a experiência de mergulhar em Sipadan foi de tal modo intensa que durante a conversa, uma das coisas que lhe disse foi: “Mana, se por acaso morrer hoje… Morro uma pessoa FELIZ! Não acredito no paraíso divino, mas nestes dois últimos dias, vi o PARAÍSO na Terra!” 😀

IMG_4545 (FILEminimizer)

Categorias
Crónicas Fotografia

Sibuan. AOW & Lotaria

No final, Semporna foi mais do que imundice e dignidade, Semporna foi a porta para o Paraíso! (eu é que ainda não o sabia). No primeiro dia do curso Advanced Open Water (AOW) fui até à bonita e pequenina ilha de Sibuan – palmeiras, areia branca e mar de múltiplos azuis – onde mergulhei na companhia de um simpático casal de alemães – Bia e Fabian – que conhecera em Sepilok.

IMG_4458 (FILEminimizer)

Este curso consistiu em cinco mergulhos e no aprofundamento de conhecimentos sobre áreas mais específicas, desse modo o meu primeiro mergulho incidiu na performance da “flutuação” pedra basilar do mergulho – o segundo em correntes – drift dive – e o último- do dia – na orientação subaquática. Aos poucos e poucos, fui-me sentindo cada vez mais relaxado e com movimentos mais naturais. No segundo dia esperava a conclusão do curso…

IMG_4462 (FILEminimizer)

Porém o início do dia trouxe uma grande surpresa e provocou um grande alarido na nossa escola. Do nada eu e os meus companheiros de mergulho, recebemos a notícia que iríamos mergulhar em Sipadan! Desse modo recebi um bilhete de lotaria premiado. Teria a oportunidade de finalizar o curso num dos maiores hotspots de mergulho do Mundo e num dos mais exclusivos – por dia há apenas cento e vinte licenças para mergulhadores e snorkelers!. Mais… iria lá mergulhar, dois dias consecutivos! Pois o pacote de mergulhos que comprara previamente era uma combinação de: AOW + 3 mergulhos em Sipadan. Há pessoas com sorte e eu sei que sou uma delas… 😉 Para além de ser uma Meca do mergulho, Sipadan é uma ilha minorca que fica ao largo de Semporna e em pleno mar das Celebes sendo a alguns anos uma área protegida, parque marítimo e uma ilha deserta, aliás… quase, pois no seu interior existe uma pequena base militar que a patrulha diariamente.

IMG_4518 (FILEminimizer)

Na viagem, houve alguma trepidação e o som da mesma foi o som do casco a bater na superfície do mar: Pum… Pum… Pum! Na chegada a ilha revelou-se um paraíso tropical: verdíssima, areia branca e água transparente e límpida. As únicas construções visíveis eram um cais de madeira e a tal micro-base militar podendo ainda, ao largo de Sipadan, avistar-se o recorte de Mabul – outra das ilhas que fica ao largo de Semporna.

IMG_4553 (FILEminimizer)