Categorias
Fotografia

Uma “Geografia”. Uma Fotografia: Suzhou

Suzhou_Blog

Na cidade de Suzhou tive a oportunidade de reencontrar Yue – pode encontrar mais aqui – e à semelhança de Yangzhou serenos e tranquilos jardins. E foi aí, que pela primeira vez fiquei adoentado em terras do Oriente.

Categorias
Crónicas Em trânsito

Em trânsito: Suzhou – Xangai. A Viagem que se Cristalizou no Tempo

Já mais aliviado fui comprar o bilhete para Xangai e verifiquei que por acaso, o número do comboio era o mesmo que utilizara dois dias antes para chegar a Suzhou! 🙂 Por isso, neste dia continuei a viagem que começara na quinta-feira e batizei a mesma de, a viagem que se cristalizou no tempo. 😉

Categorias
Crónicas Em trânsito

Doente… em Suzhou

Durante a noite não me senti muito bem do estômago, mas quando acordei tentei forçar-me a tomar alguns noodles para o pequeno almoço, porém passado um quarto da tigela comecei a sentir-me enfastiado e tive de parar. Na viagem de autocarro para a estação de comboios, comecei a sentir-me indisposto e a pensar que talvez fosse vomitar. Durante a viagem, não se passou nada mas assim que saí do autocarro e numa zona verde, ajoelhei-me e comecei a vomitar, felizmente o vómito não foi amargo e apenas saíram os noodles.

Categorias
Crónicas Fotografia

Dia do Tigre e do Leão

Prólogo

E aquela foi realmente a última vez que nos vimos, uma vez que Yue tinha mesmo que comparecer na faculdade no dia seguinte. :/ Mesmo assim e com todo o trabalho que a rodeava, mandou-me um e-mail com um roteiro espetacular: nomes dos locais a visitar, números dos autocarros para cada destino e nomes das paragens! Foi mesmo querida e cuidadosa comigo e só lhe posso manifestar o meu mais profundo agradecimento. Duo Xiè (Muito Obrigado), Yue! 😀


Munido com a informação que recebi, parti para a Tigger Hill e apesar de na mesma não se poder subir à pagoda e observar Suzhou de um ponto mais elevado, diverti-me bastante no local. Para além da beleza e de todos os pormenores bonitos que vi na colina do tigre – edifícios, a pagoda, a zona dos bonsais chineses e do Penjing, das árvores e das flores – o que me deu mesmo mais prazer foi andar à “caça” de fotografias de uns pássaros brancos, grandes e graciosos que por lá voavam. 🙂

IMG_9804 (FILEminimizer)     IMG_9885 (FILEminimizer)

IMG_9847 (FILEminimizer)     IMG_9912 (FILEminimizer)

IMG_9944 (FILEminimizer)     IMG_9952 (FILEminimizer)

Durante o dia deambulei por mais uns locais de Suzhou, mas o qual eu quero mesmo destacar é o jardim The Lions Forrest. Aqui a floresta é feita de pedra e nunca vi uma tal complexidade de caminhos e trilhos por entre uma floresta de rochas. Pode não ser tão grande como o jardim do dia anterior, mas devido ao seu carácter tão particular e distinto, deu-me mais prazer visitar este local. Se bem que o conjunto dos dois – e apenas estes, pois Suzhou tem muito mais jardins – é um belo resumo da beleza dos jardins da cidade. 😀

IMG_0031 (FILEminimizer)      IMG_0039 (FILEminimizer)

IMG_0055 (FILEminimizer)      IMG_0098 (FILEminimizer) IMG_0118 (FILEminimizer)      IMG_0121 (FILEminimizer)

Categorias
Crónicas Fotografia O 1º Dia

Reencontro e Despedida em Suzhou

Em Suzhou reencontrei a Yue – rapariga que conheci em WulingYuan  e o meu primeiro dia na cidade foi passado com ela. 🙂 Enquanto comíamos uns Sheng Jian Bao absolutamente divinais, falámos sobre distintos conceitos de beleza, por exemplo na China e outros países orientais associa-se a beleza das pessoas à cor branca e nos países ocidentais associa-se a beleza e a saúde das pessoas à cor morena.

IMG_9644 (FILEminimizer)       IMG_9646 (FILEminimizer)

Terminados os assuntos de beleza e gastronómicos rumámos ao belo museu de Suzhou e muito possivelmente última obra de I.M. Pei – único arquitecto de origem chinesa realmente famoso e que passou grande parte da sua infância nesta cidade – e daí seguimos até ao jardim mais afamado da cidade: The Humble Administrator´s e também o mais dispendioso… 😛 De qualquer modo foi uma bela visita e o jardim vale de facto a pena, e se existir algum defeito a apontar só o excessivo número de turistas e franceses… 🙂 Antes de nos despedirmos ainda passámos por Pingjiang Road que é uma zona da cidade bastante agradável, tranquila e que fica nas proximidades de uns canais, onde a Yue me mostrou um café/livraria/papelaria onde é possível enviarmos postais a nós próprios com anos de diferença, ou seja, podemos enviar um postal hoje e recebê-lo daqui a dez anos, por exemplo… o máximo! 😉

IMG_9650 (FILEminimizer)     IMG_9677 (FILEminimizer)

IMG_9652 (FILEminimizer)    IMG_9683 (FILEminimizer)    IMG_9750 (FILEminimizer)

   IMG_9722 (FILEminimizer)      IMG_9762 (FILEminimizer)

Como a Yue tinha uma festa de aniversário, não pudemos jantar juntos e quando demos um abraço sentido ficámos na dúvida se aquela era a nossa despedida definitiva e se seria a última vez que nos veríamos. :/

IMG_9788 (FILEminimizer)       IMG_9793 (FILEminimizer)

P.S. – Combinámos reencontrar-nos no dia seguinte mas apenas e caso ela conseguisse ter algum tempo disponível, uma vez que andava com prazos apertados na faculdade.

Categorias
Crónicas Em trânsito O 1º Dia

Em trânsito: Wuxi – Suzhou. Supersónica

Na viagem entre Wuxi e Suzhou demorei mais tempo entre o hostel e a estação de comboios e a comprar o bilhete que na viagem propriamente dita, uma vez que andei no meu primeiro “TGV” chinês e em vinte minutos estava em Suzhou. Vruuuuuuuum e nunca mais o vi… 😉