WulingYuan Floresta de Pedra

Ato II – Macacos e Desvios

Antes de começar a andar, tomei o pequeno almoço – uma lata de feijões doces que tinha sobrado da viagem pelo Yangtze  e segui pelo trilho marcado onde fui penetrando na escura floresta. À medida que fui andando, comecei a ver algumas pessoas – mas nada de aflitivo, segundo os padrões chineses – e finalmente alguns picos e não pequenas amostras, como até esse momento. Ah! E numa zona específica, macacos! Felizmente, bem mais calmos que os pequenos demónios de Emeishan. 🙂

IMG_7555 (FILEminimizer)      IMG_7604 (FILEminimizer)

A certa altura percebi que me enganara no caminho, pois por sugestão da rapariga do hostel deveria ter cortado por um trilho mais antigo. Voltei então atrás e na zona dos macacos – que felizmente  não me incomodaram – encontrei a passagem que procurava. E a partir daí… WulingYuan mudou de tom e subiu de interesse, pelo menos durante três horas e meia. A primeira parte deste trilho levou-me em rota ascendente, sempre a subir, sem banquinhos, sem comes e bebes, sem pessoas e com uma paisagem envolvente verde e selvagem, quase que me “cheirava” a selva! 😀

IMG_7645 (FILEminimizer)      IMG_7657 (FILEminimizer)

Quando parei a ascensão, vi pela primeira vez os picos bastante próximos e antes de subir ao topo de um “monte”, cruzei a ponte do paraíso e não posso negar que no início, estava com um bocadinho de “cagunfa”. 😛 Depois desse momento e quando terminei a pequena ascensão de um “monte”, vi finalmente os picos ao nível do meu olhar ou de cima. A vista era magnífica e à medida que “circum-naveguei” o topo deparei-me com um mar, um oceano de picos que emergiam do solo. Belo! 😉

IMG_7671 (FILEminimizer)      IMG_7723 (FILEminimizer)

A ausência de pessoas era total e findado o desvio, voltei ao trilho que entretanto mudou de inclinação. Em rota descendente cheguei às proximidades da entrada Sul do parque, por volta das 16.00 e uma vez que ainda tinha tempo, parti para a ascensão do monte na zona de Hungshi. Enquanto trepava degraus só via pessoas a descer – a grande maioria dos visitantes fazem a ascensão com recurso ao teleférico e depois descem a pé – e na parte final da ascensão estava bastante cansado uma vez que estava com um ritmo demolidor – a certa altura da ascensão encontrei umas chinesas que me informaram que ainda estava longe do topo – e quando cheguei ao topo suava em bica. De qualquer modo, a visão do topo compensou o esforço físico e foi recompensa mais que suficiente para me deixar animado e recarregar as baterias para a parte final do trilho. 🙂 Desse modo e uma vez que o tempo estava perfeitamente controlado, o caminho em sentido descendente foi bastante mais pacífico e tranquilo e às 18.00 já estava de saída do parque e dentro de um mini-bus no qual regressei à povoação de WulingYuan.

IMG_7750 (FILEminimizer)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s