Categorias
Fotografia

Uma Geografia. Uma Fotografia: Medan

Medan_Blog

Medan – pode encontrar mais aqui – no norte da ilha de Sumatra, foi o meu primeiro destino na Indonésia. Na cidade o grande destaque vai para a imaculada mesquita branca – Masjid Raya – que visitei de sarong posto e a zona do palácio onde fui pela primeira vez entrevistado por simpáticas estudantes. Medan revelou-se uma cidade, suja e cinzenta, cheia de tráfego e fumo – motas, motorizadas, autocarros/carrinhas, carros – barulhenta, frenética, caótica, vibrante e repleta de… comida deliciosa.

Categorias
Crónicas Em trânsito Fotografia

Em trânsito: Medan – Berastagi. Fórmula Zuuuum!!!

Em Medan e nas imediações do meu hotel de “sonho”, apanhei um tuk-tuk que me levou pelas caóticas e fumegantes ruas da cidade. O meu condutor foi tão Sócrates (“porreiro pá!”) que me deixou dentro do autocarro. Vá… quase… 😉

IMG_9388 (FILEminimizer)

O autocarro era um mini-bus de cerca de vinte lugares, bancos azuis e verde alface e carregadíssimo de bagagem no tejadilho. Quando me sentei, fiquei fascinado a observar as pessoas a deitar fumo pela boca, qual dragões! Ao mesmo tempo que ouvia um cascabulho altíssimo (saído das colunas roufenhas) que quase nos deixava surdos. Estava num psycotrance bus, só faltavam as luzes e os flashes a piscar. 😛

Durante a serpenteante viagem até às terras altas do Karo, saímos da humidade e calor da cidade, para um mundo mais fresco de selva, floresta e neblina e apenas notei que chegara ao meu destino quando me apontaram a saída já no interior de uma pequena e cinzenta vila, perdida nas nuvens. 🙂

IMG_9396_comp

Ainda acerca da viagem, gostaria de referir que o meu condutor buzinou freneticamente, observei imensas pessoas a viajar nos tejadilhos dos mini-bus/carrinhas! E vi a minha vida a andar para trás em algumas situações, uma vez que as ultrapassagens eram efetuadas em todos os lados: subidas, descidas, curvas fechadas, pela direita, pela esquerda… nunca estive num local com uma condução tão louuuuuuuuca! Welcome to Indonesia. O país da fórmula Zuuuuum! 😛

Categorias
Crónicas Em trânsito Fotografia O 1º Dia

Medan. Luz e Escuridão

O meu primeiro destino na Indonésia foi a cidade de Medan, no norte da ilha de Sumatra e na chegada ao aeroporto internacional, este era tão moderno, limpo e eficiente que cheguei a pensar se ainda estaria em Singapura! Porém, quando tive de esperar duas horas pelo comboio para chegar ao centro da cidade, as dúvidas desvaneceram-se, estava mesmo na Indonésia. 😛

IMG_9238 (FILEminimizer)      IMG_9244 (FILEminimizer)

Na saída da estação de comboios, ao ser abordado por uma horda de taxistas que perguntavam: “Hei Mr.! Where you go?”, não pude deixar de pensar: “o mito urbano é verdadeiro! Welcome to the wild”. Felizmente nessa altura, um cidadão indonésio ajudou-me e apanhámos um táxi juntos. Na despedida, deixou a viagem paga e indicações claras para o taxista me levar até ao local que eu estava à procura, o Hotel Zakia, nas imediações da mesquita branca – Masjid Raya – e eu agradeci a sua extrema bondade. 🙂

IMG_9248 (FILEminimizer)      IMG_9271 (FILEminimizer)

Depois de negociar o preço do quarto, visitei a bonita e branca Masjid Raya de sarong posto e a zona do palácio, onde fui pela primeira vez entrevistado na cidade por simpáticas estudantes – quando saí de Medan, tinha sido entrevistado três vezes. 😛

IMG_9283 (FILEminimizer)      IMG_9284 (FILEminimizer)

Durante o tempo que estive na cidade, a mesma revelou ser suja e cinzenta, cheia de tráfego e fumo – motas, motorizadas, autocarros/carrinhas, carros – barulhenta, frenética, caótica, vibrante, autêntica e real, ah!… e cheia de comida deliciosa. 😀

IMG_9290 (FILEminimizer)      IMG_9327 (FILEminimizer)

Ainda em Medan e num pequeno cyber-café senti um lado negro da Ásia que nunca presenciei antes, pois fui abordado por um estranho indivíduo que me ofereceu crianças – tanto do sexo masculino, como feminino, para sexo? – e perguntou-me se queria adotar/comprar um órfão!? Acenei que não, ainda meio aparvalhado, e depois de mandar rapidamente um e-mail, pus-me a milhas daquele ambiente bizarro e pesado, a pensar que o ser humano pode transformar-se numa besta, capaz de tudo. 😦

IMG_9359 (FILEminimizer)      IMG_9385 (FILEminimizer)