Crónica de Palavras Nunca Antes Pronunciadas

No aeroporto tivemos de despedir-nos por um período indeterminado e abraçados durante uns minutos o tempo congelou. Foi neste local que as coisas foram difíceis e eu senti o coração a apertar… apertar. As despedidas nunca são fáceis! Queremos manter as pessoas que gostamos por perto, mas existem momentos da nossa vida que fisicamente tal não é possível, pois para se estar num local não se consegue estar no outro. Parece que nesta vida não há nada de borla e que há sempre um “preço” a pagar por tudo! O que fizemos, o que fazemos, o que queremos fazer… viajar é muito bom, mas também é duro! Afasta-nos de quem gostamos, mas simultaneamente pode fazer-nos sentir mais gratos pelo que temos e por sabermos que há pessoas que gostam de nós… mesmo separadas por mares e oceanos de águas azuis e cristalinas e praias de areia branca! O coração e a memória ajudam a manter a “chama” viva…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s