Ferry, Folclores e Ai F#&$-@€!

No dia anterior e depois de chegar ao hostel, marquei um passeio no lago ErHai e na chegada ao porto de Cai Cun houve uma pequena confusão com o horário do ferry, sendo este adiado das 9.30 para as 10.00. Durante o caminho entre Dali e este porto verifiquei que existem muitos campos de cultivo, o que dá à cidade um ar campestre e tranquilo. 🙂

IMG_6410 (FILEminimizer)       IMG_6428 (FILEminimizer)

O passeio de ferry previa paragens nas ilhas de pequena PuTuo e NanZhao e chegada ao porto de TaoYuan. Quando vi o meu “ferry” pensei,  “Oh, diabo! Onde é que vieste parar”, pois o mesmo, era um barco gigante, super turístico e com música tradicional na receção. 😛 Assim que entrei, dirigi-me logo ao convés e assim que lá cheguei já havia chinesas a mascararem-se com os famosos trajes típicos e a tirarem fotografias. “Sim, senhor! Começamos cedo”. Mais interessante ainda, foi ao mesmo tempo ver formar-se uma fila gigante de pessoas – principalmente, homens – que aguardavam a sua vez, para tirar uma fotografia ao lado de uma menina bonita e vestida com um traje tradicional. 😛

IMG_6444 (FILEminimizer)IMG_6450 (FILEminimizer)Mas se eu pensava que a partir daí tudo iria correr melhor, tal não passou de um sonho… de uma utopia… de uma quimera, pois o prato principal ainda estava para ser servido! 😛 No bilhete que comprei, estava incluído uma prova de chás e quando dei por mim já estava preso numa gaiola – sala cheia de pessoas – a assistir a um “espectáculo de dança” ao mesmo tempo que fazia a tal prova. Depois de beber os chás, só pensava que tinha de sair dali rapidamente, porque aquele não era o meu ambiente e porque estava a perder as vistas do lago no exterior. Quando finalmente acabou o malfadado “espectáculo” fui imediatamente para o convés donde pude observar finalmente o lago, as montanhas com alguma neblina, vilas nas margens e pontes.

IMG_6460 (FILEminimizer)      IMG_6462 (FILEminimizer)

Quando desembarquei na ilha de pequena PuTuo, esta não passava de um pequeníssimo pedaço de terra, que albergava um pequeníssimo templo e hordas de vendedores ambulantes de comida – peixes e molúsculos principalmente – e quinquelharia religiosa. Quando voltei a entrar no meu “adorado” barco conheci um casal de chineses, com os quais combinei fazer a viagem de regresso à cidade de Dali. A ilha de NanZhao por sua vez, está completamente vestida e maquilhada para o turismo – estátuas, praças amplas, fontes… porém e mesmo assim foi um passeio agradável pois a ilha tem algumas rochas bonitas, algum verde e uma praia – a primeira que vi na China – com esculturas de mulheres nuas a banharem-se no lago, um must! 😉

IMG_6498 (FILEminimizer)      IMG_6503 (FILEminimizer) IMG_6529 (FILEminimizer)      IMG_6538 (FILEminimizer)

No total o passeio de barco durou aproximadamente três horas e quando chegámos ao porto de Tao Yuan tivemos de pagar um mini autocarro para regressar a Dali, pois daí à cidade distam vinte e seis quilómetros e não há transportes públicos ou alternativas! Não sei porque, mas parece-me que “alguém” anda a fazer mais uma bela negociata nas frondosas terras do Oriente. 😛

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s