Uma Geografia. Uma Fotografia: Mandalay Tour

Esvoaçantes

Depois da visita a Mandalay, havia que visitar os seus arredores, uma vez que estes estão repletos de locais de elevado interesse histórico e cultural. Amarapura, foi a primeira paragem e aí encontrámos centenas de monges em fila para almoçar. A disciplina, os rostos sóbrios, serenos e sorridentes – dos mais jovens -, os pés a caminhar, as vestes bordô, os turistas a tirar fotografias. Foi sem dúvida, um ritual interessante de observar. Daí, seguimos para a colina de Sagaing, onde encontrámos uma paisagem coberta de pagodas, florestas, campos de cultivo, rios, pontes. Em Inwa para além do “assédio” de condutores de carroça, que nos seguiam e matraqueavam sem cessar enquanto andávamos, pudemos encontrar diferentes tipos de estupas e pagodas, construções antigas, uma grande tempestade a aproximar-se, andámos livremente por campos de cultivo, vimos uma grande pagoda dourada, coqueiros e palmeiras, vacas, cavalos, camponeses, muralhas e uma torre a emergir do nada. O nosso destino final foi o lago de Taung Tha Man, onde ao final do dia, mas sem pôr do sol passeámos calmamente sobre a bonita ponte de madeira de U Bain, onde encontrámos uma serena paisagem e todas as pessoas que por lá circulavam, principalmente os monges de vestes esvoacentes. Esta foi a conclusão perfeita, para o tour nos arredores de Mandalay.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.